Curiosidades

Nossa senhora do café: conheça a padroeira dos cafeicultores

Nossa senhora do café: conheça a padroeira dos cafeicultores

Você já deve ter ouvido falar de santo para praticamente tudo: das crianças, dos animais, dos médicos, dos milagres… Mas sabia que também existe uma padroeira para os cafeicultores? É a Nossa Senhora do Café, que tem gruta, capela, missa e até festa nas cidades de Macho, em Minas Gerais, e Espírito Santo do Pinhal, em São Paulo. A história da santa começou a ganhar notoriedade na cidade paulista, onde a professora Ana Maria Negrini, que cresceu em uma família cafeicultora, começou a escrever um artigo sobre a história de fé dos cafeicultores.

“Quando estava na faculdade, eu trabalhava pra uma revista católica e escrevia artigos. Um deles teve o título de ‘Minha Nossa Senhora de Café’ em que eu chamo Nossa Senhora Aparecida de Nossa Senhora de Café por causa da cor escura dela. Esse artigo foi parar no Rio de Janeiro (RJ) e lá, um ex-irmão marista fez o desenho dessa imagem em bico de pena e mandou pra mim. Mas embaixo estava escrito Nossa Senhora do Café, então não era mais Nossa Senhora Aparecida, já era um título pra Nossa Senhora”, conta.

O curioso é que Ana Maria, posteriormente, descobriu que a santa padroeira dos cafeicultores já existia na Colômbia. Mas, ainda assim, ela achava que a santa brasileira tinha que ter as características o café. Essa história acabou se tornando um livro autorizado pela Igreja Católica.

Homenagens

Espírito Santo do Pinhal conta com uma capela que guarda a imagem e tem um visual que reproduz um antigo armazém de café.

– Além disso, a Nossa Senhora do Café tem uma oração que é simples e curta, mas, segundo devotos, poderosa. Ela diz assim: “Fortalecei a fé do cafeicultor empobrecido, acolhei em vossa glória os escravos tão sofridos, aceitar toda a florada de perfume amanhecido”.

– Um casal devoto fundou outra capela em uma gruta na zona rural de Machado, em Minas. A imagem da santa fica exposta para todos os visitantes.
– Também em Machado, uma vez por mês, uma missa em devoção à Santa é rezada no bairro Serra da Conceição. “Os devotos pedem a sua intercessão e continuam os seus trabalhos, seja plantando, seja colhendo”, explica o padre Márcio Pereira.

O dia de Nossa Senhora do Café é celebrado em 9 de agosto em Machado. Nesse mesmo dia, acontece a já tradicional Festa de São Benedito. Por conta da coincidência de datas, as festas para a padroeira ficam para fevereiro. De acordo com Ana Negrini, mais de 6 mil imagens da santa já foram feitas até hoje. É uma fé que está só começando, mas que tem muito a crescer.

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscrever-se

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.